Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Despedida - Na Toca do Falcão

por Rosa Guerreiro Dias, em 13.03.08

 

Homenagem merecida, aos amigos

        D. Amélia e Sr. Fausto.

 

 

Esta "Toca do Falcão" foi pouso da redondeza, D Amélia boa mão, no tempêro concerteza

Sr. Fausto de olho alerta, atendendo ao pormenor, uma clientela certa, em busca de bom sabor

Muita gente aqui passou, saudoso irei recordar,os que a morte já levou, e os que teimam em ficar. Passaram ricos e pobres, a ninguém se disse não, gente simples, e até nobres, cá na "Toca do Falcão"

 

Quantos olhares se cruzaram, entre pratos e talheres

Entre copos que brindaram, vidas de homens e mulheres

Promessas de doce sabor, toques de joelho e mão

Nelas causando rubor, neles acesa paixão

Falo assim sem intenção, de ferir sensiblidades

Quantas vezes à refeição, nascem e morrem felicidades

Trinta anos uma vida, que nem todos viverão

Parte desta foi vivida, cá na "Toca do Falcão"

Veio o rancho rico rancho, sai da Beira p'rá cidade, arroz de polvo no tacho, bom cardápio de verdade, até a simples alheira, bife especial à casa, peixe grilhado à maneira, boa costeleta na brasa, sempre sopa à portuguesa, e aos sabados sem faltar, bom cozido concerteza, fim de semana a fartar, o piripiri de segredo, o leitão , o panadinho, coelhinho, jesus credo, bem regado de bom vinho, arroz de grelos e jaquinzinhos, e as boas sobremesas, p'ra darem mais uns quilinhos ás costumeiras freguezas.

Á tarde o regresso a casa, pestico bem puxadinhao, vinha por o grão na asa, a qualquer homem certinho.

 E para terminar em beleza, ouvia-se alguém chamar.

Ó Paulo, traz aí já de enfiada, um queijinho, dois rissóis, uma loira bem tirada, e um prato de caracóis.

 

 

Nesta derradeira hora, todos queriamos falar

Quem falar por certo chora, o melhor será calar

HÁ lágrimas no nosso olhar

Também uma restia de esperança

Que a Toca poderá finar, mas viverá na lembrança

Diz que a amizade é um valor, fruto da boa união

Nada teremos melhor, que amigos do coração.

 

 

Pequena homenagem ao casal D. Amélia e Sr. Fausto por muitos anos de convivio na

 "Toca do Falcão" ao Chile.

Trabalho poético de Rosa Guerreiro Dias

Oferecido por António Dias um dos clientes mais antigos da casa.   

                                                                                         2006 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:58



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D