Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




RESPOSTA

por Rosa Guerreiro Dias, em 21.11.13

 

 

 

Somente o Poeta

 

E lá vás sonhado

Com penas voando

Desenhando cenas

Assim vás penando

Sacudindo as penas!

Penas que dão vida

Há alma Poeta

Te iludem que és rei

Pintor ou profeta!

Da vida que agita

Perdeste o sinal

A ilusão te abana

Nem levas a mal!

O sonho te desperta

Tu cais na real

Já não há pincéis

E do pouco que resta

Nem tinta ou paleta

Nem coroa de rei

Somente o Poeta…

 

 

Rosa Guerreiro Dias

18-11-2013

 

''para o amigo Joakim''

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:44


Dona Lebre e o Pintor

por Rosa Guerreiro Dias, em 21.11.13

 

O Pintor e a Lebre

Esta Lebre altiva

De antenas no ar

D’olho bem aberto

Orelha espetada

Correndo a saltar

Fugindo à espingarda!

Não quer ser caçada

Nem virar petisco

Numa feijoada,

Mas às vezes cai

A pobre da Lebre

Tem sina, marcada!...

 

Surgiu um pintor

Fugiu apressada

Entrou numa toca

Meio alvoraçada

Mas veio espreitar

Não viu a espingarda!

 

Nas mãos do pintor

Sem lhe causar dor

Paleta e pincel

E as tintas da cor

Em Cinza e pastel!

O amigo pintor

Pediu sua pose

E posaste, bem sei 

Para seres pintada

Em tela, dourada

Como manda a praxe!

Como é de lei!...

 

Rosa Guerreiro Dias

21-11-2013 


'' O Pintor e amigo'
''António Luís Silva''

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:40


Lembranças de andanças...

por Rosa Guerreiro Dias, em 21.11.13

Experiencia Hospitalar

 

Já conheço os Hospitais

Quase todos de Lisboa

Nos daqui, e noutros mais

Vi gente má! Gente boa

 

Já no ‘Rego’ fui tratada

Em ‘Santa Maria’ também

Em ‘Santa Bárbara’ fui operada

Na ‘Alfredo da Costa’ fui Mãe

 

P’ra ‘São José’, fui de charola

No ‘ Desterro’, sofri dores

Nos ‘Capuchos’, fui cobaia

Nas mãos de muitos ‘Doutores’

 

Na ‘Clinica de todos os Santos’

Queixumes foram iguais

Onde se ouviam em prantos

As dores dos pobres mortais

 

A Clinica de ‘São Lucas’

Queria esquecer mas não posso

Uma chefe das mais loucas

Que me feriu até ao osso

 

Ao passar por ‘Santa Marta’

Fui tratada com carinho

Apesar de ficar farta

Pois foi um mês inteirinho

 

Na ‘Ordem de S. Francisco’

Também meu selo ficou

Tive ali um bom petisco

Mas o certo, é que ainda cá estou

 

Muitos, eu já conheci

Em muitos mais já entrei

Em todos eu padeci

Em quase todos pernoitei

 

Falo com conhecimento

Sabendo de antemão

Que a este sério lamento

Nem todos vão dar razão

 

Mas, cada um sabe de si

Diziam os povos antigos

Falo assim porque senti

Passarem por mim tais castigos

 

Há poucos hospitaleiros

P’los labirintos da dor

Neles conheci sapateiros

Com batinhas de Doutor

 

Falo com estas maneiras

E faço reclamações

De Doutores e Enfermeiras

Que erraram as profissões

 

Amigos p’ra toda a vida

Também eu lá arranjei

Gente que me ficou querida

Médicos que não esquecerei

 

Alguns, trago-os no meu peito

Uns e outros, não vou esquecer

Por uma questão de respeito

Seus nomes, não vou dizer

 

Pois um dia, seremos réus

No Tribunal Supremo

Será Juiz nosso ‘Deus’

E é só a ele que temo

 

 

Em justiça irá julgar

Por isso ponham-se a pau

Todos ali irão parar

Seja bom, ou seja mau.

 

Rosa Guerreiro Dias

16-09-1987

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14


ROSA E TOY EM TELA

por Rosa Guerreiro Dias, em 16.11.13

ESTA MINHA AGUARELA VAI PARA A AMIGA ROSA QUE TANTO ADMIRO....

SEI QUE NA SUA MENTE JA TERÁ UMAS PALAVRAS PRONTAS A SALTAR...........

E QUE BEM QUE ELA CONJUGA AS PALAVRAS!!! ADORO A SUA POESIA ROSA...

OBRIGADO

 

De alegria estou chorando

É demais a emoção

E tu amigo pintando

O casal do coração!...

 

Está lindo, mais que lindo

Parabéns, meu querido amigo

Assim chorando, ou sorrindo

Queria estar, aí contigo!...

 

P'ra te abraçar, amiguinho

P'ra te dizer quanto gosto

Desta forma de carinho

Que nem todos têm, aposto!...

 

Rosa Guerreiro Dias

16-11-2013

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Algumas passagens da Homenagem a Rosa Dias

Dra. Natália Pinto e Rosa Dias

 Rosa emocionada

 Rosa recebendo uma lembrança

das mãos do Sr. Comendador

 João Manuel Nabeiro discursando

 Rosa Dias 

 O amigo Alexandre, feliz falando de Maria

 Rosa lendo o texto de ocasião

 O casal Dias

 O casal Dias

 O amigo João Manuel Nabeiro

 O amigo Luís Palma

 O abraço da amizade, Rosa Dias

e o Comendador Sr Rui Nabeiro

 Rosa Dias poetisando

 Rosa Dias e o amigo Sr. Manuel Pinto

 Rosa Dias e Francisco Naia

Rosa e João num abraço de dança...

 

Centro Cultural de Campo Maior

9-11-2013

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Rosa Guerreiro Dias

Visivelmente emocionada, quando acabou de ler o texto

que fez para este momento especial, e o qual ofereceu na integra a seu Pai, um filho da terra.




Texto de

Rosa Guerreiro Dias

 

‘Felicidade’ é o estado de quem é feliz.

E neste momento, é esse o estado em que me encontro.

A felicidade nem sempre se manifesta de forma visível, aos olhos dos outros.

Por exemplo, a felicidade em mim, é um estado de alma de espirito que me dá tranquilidade, serenidade.

E é essa tranquilidade e serenidade, que neste momento estou partilhando,

com todos os meus familiares e amigos aqui presentes o que vem redobrar esta minha felicidade.

 

“”Não sou mulher de palavras à toa, ou palavras pensadas””

    ‘”Sou mulher de palavras sentidas, arrancadas da alma””

 

E são estas palavras sentidas, que neste momento estão tentando sair da minha boca, quase se atropelando umas às outras,

mas com uma única intenção, a de agradecer a todos os que se dignaram vir aqui, deixar o seu abraço amigo,

e aos que se propuseram conceder-me o privilégio deste momento jamais pensado, mas que jamais esquecerei.

Agradeço esta iniciativa, a uma Associação de Solidariedade Social de nome “Alma Alentejana “

na margem Sul do Tejo no concelho de Almada, à qual estou ligada há vários anos, com fortes laços de amizade e cooperação.

A actual direcção presidida pelo Sr. José Moutela entendeu, e apoiado por unanimidade por sua equipa, decidiram,

que este ano seria a Rosa Guerreiro Dias Poetisa Popular de Campo Maior, a ocupar o lugar de Patrona dos Jogos Florais 2013 desta instituição!

E se melhor pensaram, melhor o fizeram, e aqui estou eu com a batata quenta nas mãos, tentando corresponder o melhor que sei, às expectativas lançadas neste projecto. Não satisfeitos com a ideia, quiseram alargar esta iniciativa a Campo Maior, há minha Vila, há nossa Vila.

E foi aqui, neste Campo Maior, junto do Povo que eu amo e de onde eu vim, que os braços se abriram a mais uma iniciativa Cultural.

E tanto a nível do Município e seus representantes!

Como dos Cafés Delta nas pessoas dos amigos Sr. Comendador Rui Nabeiro e seu filho João Manuel Nabeiro,

houve manifesta receptividade há ideia.

Fico eternamente grata a todos, os que de alguma forma colaboraram, para que este encontro se realizasse,

e por tanta generosidade para com esta filha da terra, a rústica Poetisa Popular ‘Rosa Guerreiro Dias.

 

Resta-me apenas dizer!

Que, a honra deste momento, a ofereço inteiramente ao meu querido, amado, e saudoso Pai!

Um filho de Campo Maior

'' Manuel Tomaz Militão Guerreiro’’

Do qual me orgulho muito de ser filha.

E ainda a esta Vila nosso berço amado, e de todos os campomaiorenses. 

 

Bem – Hajam meus amigos

 

Joaquina Rosa Pedreiro Guerreiro Dias

“”Rosa Guerreiro Dias””

‘’’’Rosa Dias’’’’

9-11-2013

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

subscrever feeds